Home / Sobre

Um percurso de 30 anos!

1987 – Nascimento

No dia 11 de Fevereiro de 1987, pelas 16:45 disse olá ao Mundo! Nasci, como tantos outros, na grande Maternidade Alfredo da Costa.

1993 – Entrada na Escola Primária

Escola Primária de Moscavide (hoje é uma rotunda!) Excelentes tempos passados aqui.

1995 – Entrada no Corpo Nacional de Escutas

Fiz um percurso de 10 anos no CNE, concretamente no 582 Moscavide. Digo sempre que os escuteiros são talvez a melhor escola de empreendedorismo que conheço. As várias etapas de um empreendimento escutista (Escolha, Preparação, Execução, Avaliação) são absolutamente replicáveis para qualquer negócio que queiram lançar. As amizades fraternas e sinceras, o espírito de equipa, o dar sem esperar outra recompensa são valores que ficam para a vida.

Entre muitos acampamentos, recordo um acampamento de sobrevivência que realizei no dia em que fiz 15 anos, o fantástico acampamento no Centro Escutista Internacional em Kandersteg, na Suiça (2005), e, antes disso, a participação no World Scout Jamboree, entre 20 de Dezembro e 8 de Janeiro, na Tailândia, o maior acampamento à escala mundial. Ainda hoje comunico com algumas das pessoas que conheci lá.

2002 – Vitória na Associação de Estudantes

Entrei na Secundária da Portela sem conhecer quase ninguém. O bichinho da política estava cá. Falei com algumas pessoas e logo nas primeiras semanas defini uma loucura: ganhar a Associação de Estudantes contra os “tipos do magic” que estavam lá há mais de seis anos.

Fizemos uma campanha extraordinária imprimindo as nossas propostas em A4 na impressora lá de casa até estoirar o toner. As probabilidades eram adversas: a Lista Z, com os grandões do 12º, era a favorita. Depois, a lista das meninas giras do 11º ano, a Lista G. A minha lista era a X, que encabeçava semanas depois de entrar na Secundária.

Vitória! 70% dos votos. Que épico! Ainda hoje me entusiasmo a falar disto!

2006 – Entrada na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

O início de um percurso em Direito que não considero que algum dia termine. Todos os momentos são de evolução. Há sempre uma nova tese a ponderar, um novo artigo a escrever, uns sumários a coligir, uma pós-graduação a empreender. Direito é uma forma de viver, muito para além das carreiras típicas de magistratura ou advocacia. Em 2010, concluí a licenciatura que creio ser uma enorme ferramenta para abraçar o mundo.

2009 – Eleição como Deputado Municipal na Assembleia Municipal de Loures

Estou desde 2009 a exercer funções como Deputado na Assembleia de Loures. Para quem conhece menos destas lides, trata-se do órgão deliberativo ao nível de um concelho que funciona, de forma idêntica à Assembleia da República, mas, claro, com muito menos reuniões.

Aqui tive a oportunidade de apresentar várias propostas que acredito poderem mudar a vida de alguns dos que me rodeiam. Lembro-me de uma moção para a atribuição de bolsas que compaginassem carência económica e mérito a 20 famílias do Concelho ou, muito mais recentemente, uma recomendação (aprovada!) para a Câmara Municipal de Loures desenvolver um conjunto de medidas (feira de start-ups, prémio para o melhor empreendedor do ano, etc.) que incentivassem o empreendedorismo jovem no Concelho de Loures.

2011 – Eslovénia, Hungria e Áustria – Mini Interrail

Em 2011 já tinha feito algumas outras viagens como aquelas que já referi (Kandersteg e Tailândia), outras com os meus pais a diversas cidades espanholas (além de muitas em Portugal), a viagem de finalistas do secundário (o mítico Lloret…ups..) a viagem de finalistas no Ensino Superior ao Brasil e ainda uma viagem incrível à Polónia, no Inverno de 2010, onde tive, entre outras coisas, a oportunidade de visitar os antigos campos de concentração em Auschwitz. Neste ano de 2011 fiz um mini interrail na Europa Central, começando e acabando em Viena, passando por Postojna, Bled (recomendo muito!) e Liubliana na Eslovénia e ainda Gyor e Budapeste na Hungria.

Outras viagens giras

Recomendo visitarem Istambul, uma cidade completamente diferente de tudo. Uma animação constante, uma movimentação frenética, um caos fantástico, uma autêntica conferência multicultural na cidade que divide o continente Europeu do continente Asiático. O Grande Bazar é imperdível!

Também gostei do períplo na Bélgica (Brugges, Gant e Bruxelas, em 2014) e Roma e Sardenha, em 2015.

O empreendimento à Islândia, em 2016, é outro campeonato. É como se visitassem outro mundo. Vou deixar um roteiro pormenorizado na categoria Happy Live deste blogue que podem consultar aqui. Se quiserem dicas sobre os outros destinos apitem!

2012 – CMS Rui Pena e Arnaut

Foi o meu primeiro trabalho a “sério” depois de algumas experiências em call centers antes de entrar na Faculdade. Uma sociedade de advogados de topo, uma daquelas que identifiquei como fazendo parte do lote de sociedades para as quais mandaria CV e gostaria de trabalhar. Boas pessoas e uma boa aprendizagem e ficarei sempre grato pela oportunidade. Foi importante para perceber como funciona a advocacia em Portugal no contexto de uma grande sociedade.

Fico especialmente contente por ter escolhido quando iniciar esse ciclo e quando o terminar, na altura para fechar o meu segundo ciclo de estudos universitários – mestrado – e para, logo de seguida, dar o pontapé de saída na WE HELP. YOU WIN.

2013 – BE THE LINK

Foi em 2013 que, com um conjunto de amigos, fundei a Associação BE THE LINK. Realizámos alguns projectos de voluntariado durante a sua vigência, dos quais recordo com especial carinho as aulas de informática para idosos. Do “o que é um teclado?” até me adicionarem no Facebook foi um “tiro” que durou um ano lectivo fantástico e saudoso.

Sport Lisboa e Benfica

Adivinho divergências com alguns dos estimados leitores sobre a paixão futebolística. Foi em 2013 que concretizei um outro sonho meu desde pequeno: ter um lugar cativo no Estádio da Luz. Para alguns a priorização deste projecto pode ser uma parvoíce (mesmo para os que são do Benfica), mas os momentos de alegria que ali vivo, o sentir que sou parte do jogo, o ter alguns dos meus heróis a dois palmos de distância e, não escondo, um certo efeito terapêutico de, durante uma hora e meia, fazer uma longa concessão da racionalidade, é fantástico!

2014 – WE HELP. YOU WIN.

Podem visitar este projecto aqui. Trata-se de uma academia que pretende ajudar os alunos em todas as vertentes da sua carreira de estudantes de Direito: metodologias e planificação de estudo, mentoring, sessões temáticas, resolução de casos práticos, cursos de cadeiras específicas, cursos de técnicas de resolução de casos práticos, apoio no ingresso no mercado de trabalho, etc. O projecto está em fase de expansão para outras áreas, por exemplo, o curso “Direito a Saber Direito” destinado a não licenciados em Direito e que propõe uma familiarização com as áreas mais importantes do Direito a pessoas fora da área.

2015 – Mestre pela Faculdade de Direito de Lisboa

Foi em Setembro de 2015 que, perante um ilustríssimo júri composto por algumas das mentes mais brilhantes do Direito e da Análise Económica, defendi a minha dissertação de mestrado com o tema: “Análise Económica e Direito da Família: um casamento feliz?”. A conclusão do mestrado científico na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (Clássica) com 18 valores representou para mim uma enorme honra, orgulho e, claro, responsabilidade.

Foi dos projectos que mais gozo me deu empreender!

2016 – Ordem dos Advogados

Foi em Outubro de 2016 que agreguei na Ordem dos Advogados após os exames escritos e orais. Um percurso iniciado alguns anos e que contemplou vários exames de aferição, relatórios de estágio, muitas horas em contexto de escritório de advogados, muitas pestanas queimadas.

Mais um projecto concluído. Check!

2016 – Bombonera e mais um mandato!
Em 2017, concretizei um sonho de sempre: Ver um jogo no mítico estádio do Boca Juniores, o “La Bombonera”. Que ambiente incrível! Ganhou o Boca!

Nesse ano, fui eleito, para mais um mandato, como deputado na Assembleia Municipal de Loures.